Cenário

O dia de ontem no mercado financeiro abriu com uma leve valorização decorrente da alta que os mercados da Europa e EUA apresentavam até então. Porém no decorrer do dia, esse cenário se reverteu, gerando um descontentamento em seus investidores, principalmente aqueles que estavam comprados em ações do setor siderúrgico. As ações foram penalizadas pela união de diversos fatores conjunturais, combinando a situação financeira internacional desfavorável, e o preço do petróleo. Segundo dados da OPEP (Organização dos Paises Exportadores de Petróleo) 70% dos contratos futuros de petróleo estão na mão de especuladores que nesse momento realizam seus investimentos em Dólar buscando proteção nas Commodities, considerando que os preços desses contratos estão acima do patamar atual do preço do petróleo, se faz notória uma melhor perspectiva para o médio prazo. Dentre as ações americanas o destaque ficou com as ações da GM - General Motors com uma queda de mais de 15%, registrando a maior queda em 54 anos na Wall Street.
Reunindo essa série de fatores ontem o Ibovespa fechou com queda de 3,61% aos 61.106 pontos, sendo que esse patamar não era visto desde 31 de março. O volume financeiro ficou em 6,23 bi. De qualquer forma indicadores internos apontam um controle da inflação, que se encontra dentro da meta estipulada pelo governo.
Analisando a atual situação do mercado de ações, e levando em conta a melhor estratégia que deve ser adotada pelo investidor, de comprar quando está em baixa e vender quando está em alta, se faz um excelente momento para quem pretende investir e ter rentabilidades acima de poupança e renda fixa a médio e longo prazo. E lembrando que nossos investimentos estão focados em empresas com situação financeira e econômica confiável, com uma analise muito bem fundamentada, o investidor pode adotar uma postura de tranqüilidade frente ao cenário atual, afinal esses fatores são passageiros, já vimos isso no passado e sempre com a experiência de que o mercado volta e nossas empresas retomam seus preços justos.

Fonte: Jaqueline Neves - GolInvest Investimentos

Comentários

Postagens mais visitadas