Aluguel de Ações

Aluguel de Ações

  Você tem uma carteira de ações para longo prazo e não pretende movimentá-la por um bom período de tempo? Ou acredita numa queda do mercado e quer aproveitar para ganhar com isso?

  Se você respondeu “sim” para uma destas perguntas, alugar ações é uma forma de aumentar a rentabilidade de seus investimentos. Confira aqui no blog nossas dicas para quem ainda não conhece essa opção de investimento.


O que é?
  O Aluguel de Ações é uma operação onde investidores disponibilizam títulos para empréstimos e os interessados os tomam mediante aporte de garantias.   As corretoras com fiscalização da CBLC atuam como contraparte no processo e garantem as operações.
  O contrato de aluguel é acertado entre o doador (proprietário das ações) e o tomador(normalmente é conhecido como especulador de curto prazo apostando na baixa das ações). As taxas médias de aluguel costumam variar entre 0,5% e 6% ao ano.
  As condições do aluguel são definidas pelo proprietário: o prazo de aluguel geralmente é para 30 ou 60 dias.
 Atenção! A distribuição de juros sobre capital próprio ou dividendo no período do aluguel, pertence ao proprietário e o pagamento do aluguel é feito no primeiro dia útil após a finalização do contrato, quando o tomador devolve as ações.

Por que alugar ações?
  A possibilidade de alugar papéis acrescenta eficiência operacional e flexibilidade ao mercado.
  Para o doador as vantagens são:
·         Possibilidade de aumentar a rentabilidade da carteira sem se desfazer das ações;
·         Continuar recebendo proventos, como dividendos e bonificações, durante o período do aluguel.
  Para o tomador as vantagens são:
·         Realização de operações na expectativa de queda dos preços;
·         Fazer hedge nas operações com opções de compra;
·         Operações lucrativas no mercado com viés de baixa.

Quais os custos?
As taxas que incidem sobre a operação são:
·         Taxa de juros previamente estipulada pelo doador, expressa em base anual, com capitalização composta por dias úteis (pró-rata), a ser paga no primeiro dia útil após o encerramento do contrato.
·         Mais custo de corretagem.

Quais os Riscos?
  O principal risco para o investidor é que, enquanto estão alugadas, as ações não podem ser vendidas. Isto pode ser ruim, caso as ações subam demais e você queira realizar o lucro, ou caiam demais e você queira limitar o prejuízo. Além disso, existe um risco mínimo do tomador não devolver suas ações. Este fator é evitado, pois a CBLC é intermediadora deste tipo de operação e requer  garantias de 100% mais uma margem de segurança. Esta garantia pode ser um depósito em dinheiro ou títulos.

Como alugar ações?
  Para alugar as ações, basta ligar para sua corretora e informar o papel, a quantidade, o prazo e a taxa desejada. Algumas corretoras têm volume mínimo para aluguel e geralmente cobram comissão percentual sobre ele.
Caso seu aluguel não seja concretizado, ele aparecerá no book do BTC em espera. Quando o aluguel for realizado, você receberá uma carta da CBLC com a confirmação.

   Ainda tem duvidas sobre o assunto? Entre em contato com a i9 Investimentos no (48) 9949 7993 / (48) 9958-4168 ou deixe seu recado aqui no blog!

Comentários

Postagens mais visitadas