Artigo :: 4 x 10



4 x 10


Era uma terça-feira em 1974, como agora em 2014, num dia que muitos acham do azar, dia 13. E dia 13 de Agosto ainda... Quando cai numa sexta-feira... misericórdia, hehehe


Mas hoje, com 4 décadas na bagagem da vida, sim bagagem, pois estamos numa viagem. Essa viagem possui embarques e desembarques. Não sabemos em qual estação será nosso desembarque, por isso, hoje pensei: Quem ainda não abracei?

Se não sabemos em qual estação desembarcaremos dessa viagem mundana, temos que aproveitar cada minuto com aquelas pessoas que nos são caras, aqueles a quem amamos e a quem estimamos.

Pensei que ia acordar diferente, mas na verdade nada mudou. Ainda continuo me sentindo com 20 anos, mas com uma cabeça diferente. Não ligo mais para tantas coisas que antes me aborreciam. Não vale perder o tempo precioso com aborrecimentos, com raiva, com mágoas. 

Hoje já não ando mais a 200Km/h com meu carro, as baladas não me atraem mais, quero apenas contemplar as coisas belas da vida, com pessoas que gostem de me ter ao lado e que meu sentimento seja recíproco. Já ri bastante. Já chorei bastante. Venho a 40 anos tentando ajudar em tudo e a todos. Trabalho com afinco, porque quero deixar um legado, não quero apenas ser mais um que por aqui passou e nada deixou.
Já fiz muitas amizades nesse tempo todo, alguns, mais especiais guardados dentro do coração. Descobri que ser Pai não é fácil, então tiro meu chapéu para meus amados, Pai e Mãe.

Acordei com 40 anos, olhei no espelho e ví que minha barba possui não apenas um fio branco, mas uma infinidade... Nem consigo mais contar quantos fios brancos lá existem.
Acordei e me dei conta que nos lugares onde vou, as pessoas me chamam de “Senhor”... Aí penso: Essa barba anda me envelhecendo...

Meus sonhos mudaram de tamanho, mas continuo sonhando. Percebi o quando meus irmãos cresceram... Ajudava a trocar as fraldas da minha irmã, hoje uma linda mulher, já com família montada. Meu irmão, que quando crianças, brigávamos o tempo todo, mas na hora de fazer arte nos uníamos, hoje está um homem feito, com mais de 30. 

O tempo passa e nem nos damos conta... Vendo as fotos é que nos assustamos.
Meu rosto ficou mais largo, a barba ficou mais branca, o cabelo está caindo, minha barriga aumentou, pouco, mas aumentou, se compararmos com minha foto dos 20 anos.

Haa, o tempo... Passa e nem percebemos. 
O cara que acordou hoje com 40 anos lembrou que aos 14 anos começou a trabalhar como empacotador de um Supermercado, que aos 22 saiu de casa, no RS, para montar sua carreira em SC, aos 26 anos teve sua primeira filha, aos 35 teve a segunda filha e aos 40 encontrou um novo amor. Recomeço.

Ainda me sinto aquele menino de 14 anos, cheio de sonhos, cheio de vontade de mudar o meu mundo e o mundo dos outros, de fazer a diferença!
E que venham outras décadas. Que venha os 50, 60 e até talvez meus 100 anos. Mas nada valerá a pena viver todos esses anos, se não fizer a diferença na vida de alguém, que seja.

Acordei melancólico, mas ao mesmo tempo feliz, por saber que sou saudável e ainda tenho muito a aprender e muito a contribuir. 
E nessa viagem da vida, enquanto minha estação de desembarque não chega, quero ajudar a deixar mais feliz a viagem de todos que me rodeiam.
Eu já estou nessa viagem a 40 anos, e você? Ainda não viajou tudo isso? Não sabes o que está perdendo... 

Uma boa viagem pra nós, pois viajamos todos juntos, quer queira, quer não.

Um forte abraço!

Comentários

Postagens mais visitadas